Portal da USP Portal da USP Portal da USP

O aborto: um resgate histórico e outros dados

Néia Schor, Augusta T. de Alvarenga

Resumo


Preocupados com os resultados recentes de pesquisas brasileiras sobre complicações após aborto, que indicam um crescente aumento no número desses eventos, além de registrarem uma alta incidência dos mesmos entre adolescentes, os autores propõem-se a analisar, neste trabalho, a prática do aborto sob uma Ética histórica, como um subsídio para se “repensar”a questão em futuras políticas de saúde no Brasil. Apresentam, para tanto, enfoques médicos, religiosos, políticos, legais, sociais, económicos e culturais sobre a questão do aborto, esposados pelos povos, desde as antigas civilizações, orientais e ocidentais, até os dias de hoje - todos eminentemente ditados por fatores  econômicos, dependentes, obviamente, da facção que estivesse no poder em determinado contexto histórico. É apresentada, também, a legislação brasileira sobre o assunto.

Palavras-chave


aborto, ática histórica, saúde da mulher.

Texto completo:

PDF

Referências


Aborto: crime ou direito? Med Cult. Cient.,(2) out/dez, 1983.

Alton IR. Nutricional services for pregnant adolescents with in a public high school. J. Amer. Diet. Ass., 74 (6):667-9, 1979.

Amirikia H. Contraception for adolescente. The Hagne, Netherlands, Martinus Nighott,1980.

Barron LAH. Obstetrícia prática. Rio de laneiro, Ed. Científica, 3’Ed., 1952.

Cabanellas G. El aborto, un problema social, médico y juridico. Buenos Aires, Ed. Atalaya, 1945.

Canesqui MA. Notas sobre a constituição poluira de planejamento familiar no Brasil. Vitória, ABEP, 1982 p. 1966-77.

Ciari Jr. C, Almeida PAM. Análise do coeficiente de mortalidade materna no município de Osasco-SR Rev. Saúde Públ., 6:237-44, 1972.

Conselho Federal de Medicina. Código de ética médica. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, 11 jan. 1965.

Farias EE. Condicionantes sócio-econômicos do abortamento provocado. Rev. Paul. Hosp., 20 (2): 25-31, 1972.

Frente de Mulheres Feministas. Oque é o aborto? São Paulo, Ed. Cortez, 1980.

Hojda J. M. Aborto: Liberação ou restrição. São Paulo, 1979. [Dissertação de Mestrado -Faculdade de Direito da USP].

Hutchinson B. Induced abortion in brazilian married women. Amer Lat., 7 (4): 21-33, 1964.

Lader L. Abortion. Indianópolis, Bobhs-Merril, 1966.

Lima R. Aborto provocado. Rio de Janeiro, Ed. Refrigeracão, 1965. Rev. Bras. Cresc. Des. Hum., S. Paulo, 4(2), 1994.

Mhango GG, Grech ES. Family planning programme and abortion laws in Zambia. Chestment Hill, Mass. Pattfunder Fund, 1979 p. 44-56.

Milanesi ML. Aborto Provocado: estudo retrospectivo em mulheres não solteiras de 15 a 49 anos residentes no Distrito de São Paulo, em 1965. São Paulo, 1968. [Tese de Doutoramento - Faculdade de Saúde Pública-USP].

Monreal T. Factores determinantes de latendência dei horto ilegal en Chile. Bol. Ofic. Sanit. Panamer., 86 (3): 206-16, 1979.

Nakamura MS, Barreto FJR. São Paulo State contraceptiva prevalence survey, PESMI/PUCC 178, final report. Campinas, Pontifical Catholic University of Campinas, 1979.

Neme B. et al. Obituário materno no abortamento criminoso. Am. Bras. Ginec., 59(1): 7-10, 1975.

Pandolfi RA, Faccioli E. Planificação familiar num bairro de Porto Alegre. J. Bras. Cinec., 70 (5): 273-82,1970.

POpulation Reports. Série E Baltimore,(7) May, 1981.

Ricewray E. The provoked abortion amajor public health problem. Amer. J. Publ. Hlth, 54(2): 313-21, 1964.

Schor N. Aborto como questão de saúde pública: estudo da demanda de mulheres que recorreram ao hospital por complicações do aborto. São Paulo, 1985. [Tese de Doutorado Faculdade de Saúde Pública da USP].

Siqueira AAF., et al. Mortalidade materna no Brasil, 1980. Rev. Saúde. Públ.,18(6), 1984.

Souza ML. Mortalidade materna em Florianópolis - Santa Catarina, 1975 a 1979 obituário hospitalar. Santa Catarina, 1982. [Tese de Doutorado - Faculdade de Saúde Pública da USP].

Tieize C. Induced abortion. 3rd. ed. New York, Population Council, 1979 (a Population Council Fact Book).

Tieize C. Induced abortion. 4 ed. New York, Population Council, 1981.




DOI: http://dx.doi.org/10.7322/jhgd.38134

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.